PEQUENOS SUICÍDIOS

A CRÍTICA ESCREVEU :

No final dos anos 70, uma expedição internacional de pioneiros se adentrou no mundo dos objetos, então inexplorado, com a intenção de escavar material e estudar a sua natureza. Um membro da tripulação, que mais que os outros, entendeu distinguir em o objetivo desta missão o possível sujeito de sua vocação, penetrou tanto em direção ao desconhecido, que permaneceu disperso entre os próprios escombros. Ele ainda está lá, cavando, em meio a sinais que morrem, formas que se extinguem. Escava em diversas direções, porque o fundo é grande o suficiente para não ter de tocá-lo sempre no mesmo ponto arriscando repetir-se. Quando o resto da expedição emergiu salvando ao mundo um precioso botim, entre inúmeros achados estavam também três fragmentos arqueológicos por ele descobertos e recolhidos: a Trilogia dos "Piccoli Suicidi". Estas peças, segundo as estimativas mais dignas de ser tidas em conta, provêm dos princípios da história do Teatro de Objetos, e constituem o básico e mais claro testemunho até então conhecido da existência deste gênero.
(texto fornecido por Gyula Molnár da uma crítica sua)

Representação deliciosa ... Declaro que me fisgou desde o início até o fim ...
Jordi Jané. AVUI. 13/11/2000

Sobressalente para Rocamora com sua proposta "Pequenos Suicídios".
Santiago Fondevila. LA VANGUARDIA. 14/11/2000

Mais radicalidade, impossível. O humor e a sensibilidade poética do duo Molnár-Cañellas transformam a miniatura em uma grande mansão habitada por vibrações saudáveis.
Joan-Anton Benach. LA VANGUARDIA. 22/11/2002

Uma das obras mais originais dos últimos tempos. Original e surpreendente em sua capacidade para fazer de uma coisa tão simples, um trabalho de grande profundidade conceitual.
Javier Miranda. DIARIO DE CADIZ. 13/12/2003


Gyula e Carles

O amor, a solidão, o abandono, a morte e o tempo são as temáticas que permeiam o espetáculo Pequenos Suicídios. Estamos na verdade diante de um arauto da delicadeza. O ator Carles Cañellas é um mensageiro da delicadeza. Seu espetáculo é uma adaptação da montagem original de Gyula Molnár, que para os especialistas se trata da primeira montagem de Teatro de Objetos. O trabalho está dividido em três atos. Dois suicídios declarados e um genocídio anunciado. No primeiro ato um comprimido, brilhantemente animado, tenta se aproximar de um grupo de balas. O comprimido chega mesmo a abandonar sua natureza e vestir a “roupagem” das balas, contudo as diferenças são evidentes. Ao ser hostilizado pelo grupo de balas ele comete suicídio se jogando dentro de um copo de água [ao executar esta cena Cañellas nos faz lembrar das melhores cenas com objetos de Buster Keaton e de Chaplin]. No segundo ato o suicídio ocorre por conta de um amor não concretizado entre um fósforo e um grão de café. Ao perder seu amor o fósforo se consome em chamas por não suportar a ausência de sua amada. O terceiro ato é uma reflexão sobre a passagem inexorável do tempo que traz a metáfora incômoda de nossa transitoriedade, de nossa condição de passageiros no mundo e dos genocídios constantes tramado pelo tempo. As manipulações dos objetos, a iluminação, a música e a atuação de Carles Cañellas faz com que o público se afogue com o comprimido, queime com o fósforo e reflita sobre a nossa condição de meros hóspedes no mundo. Um espetáculo brilhante. Um espetáculo para ser aplaudindo com a alma.
Marco Vasques. POETAS NO SINGULAR. 14/11/201


FITO instalou clima intimista para criar metáforas sobre a natureza humana.

Precursora do gênero, peça “Pequenos Suicídios” fez refletir sobre perdas

Considerada a obra fundamental dessa modalidade teatral, “Pequenos Suicídios”, da espanhola Companhia Rocamora Teatre, tratou de assuntos como o sentimento de pertencimento (e exclusão), o amor, a perda, velhice e o tempo, utilizando como recursos cênicos pó de café, bombons, fósforos e um sal de fruta. Estrelado pelo ótimo Carles Cañellas, o espetáculo provoca um riso tenso, mas, principalmente, uma reflexão profunda sobre a efemeridade.
Márcio Bastos. Folha de Pernambuco. 15/11/2011

Esta recreação de PEQUENOS SUICÍDIOS
tem participado em os Festivais e programações teatrais:

EL MARIONETARI. VALÈNCIA
5è FESTIVAL DE TEATRE DE TITELLES
. SANT LLORENÇ SAVALL
XIVè FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRE VISUAL I DE TITELLES. BARCELONA
CICLE TEATRE PETIT FORMAT. ATENEU POPULAR DE NOU BARRIS. BARCELONA
SALA BECKETT. BARCELONA
INAUGURACIÓ DE LA SALA TRONO. TARRAGONA
XX FESTIVAL INTERNACIONAL "CIUDAD DE CÁDIZ". CADIZ
V MUESTRA DE TÍTERES "CIUDAD DE TERUEL". TERUEL
8a. FIRA DE TITELLAIRES ROMÀ MARTÍ. CALDES DE MONTBUI
GUANT 3r FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRE DE TITELLES DE L’ALT CAMP. VALLS
5è ANIVERSARI DE LA INAUGURACIÓ DE LA SALA TRONO. TARRAGONA
TITEREMURCIA 08. VII FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE TÍTERES REGIÓN DE MURCIA. MURCIA
XXVI FESTIVAL INTERNACIONAL "CIUDAD DE CÁDIZ". CÁDIZ
2n CICLE DE TEATRE DE TITELLES PER A JOVES I ADULTS. CASTELLBISBAL
FITO 2010. FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE OBJETOS. BELO HORIZONTE. BRASIL
X MUESTRA INTERNACIONAL DE TITERES PARA ADULTOS
. BERGARA
FITO 2010. FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE OBJETOS. FLORIANÓPOLIS. BRASIL
FITO 2010. FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE OBJETOS
. BRASILIA. BRASIL
FITO 2011. FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE OBJETOS
. RECIFE. BRASIL
2a. SETMANA ROJA DEL TEATRE DE TITELLES
. BARCELONA
FITO 2011. FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE OBJETOS. CAMPO GRANDE. BRASIL
LA SECA. ESPAI ESCÈNIC BROSSA
. BARCELONA
FITO 2012. FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE OBJETOS. CURITIBA. BRASIL
3a. SEMANA INTERNACIONAL DE TEATRO DE ANIMAÇÃO DO SOBREVENTO
. SÃO PAULO. BRASIL
TITIRIMUNDI 2015. 29 FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE TÍTERES
. SEGOVIA
BRISTOL FESTIVAL OF PUPPETRY - PUPPET PLACE. TOBACCO FACTORY THEATRES. BRISTOL. INGLATERRA
FITO 2015. FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE OBJETOS
. MACEIÓ. BRASIL



Alguns comentários de espectadores no Facebook

cartaz

O TEMPO

O TEMPO

O TEMPO

O TEMPO

O TEMPO

O TEMPO

O TEMPO

Rocamora Teatre na Internet

rocamora teatre on Facebook rocamora teatre on Twitter rocamora teatre on g+ rocamora teatre on YouTube rocamora teatre on Linkedin rocamora teatre on Pinterest

Compartilhar esta página