SOLISTA

Com 40 anos de carreira profissional no teatro, Cañellas, decano dos marionetistes de fio catalães, considerado pela crítica internacional como um dos mais qualificados da Europa, apresenta como solista e em forma de relato de uma longa viagem, um compêndio de sua produção para marionete.

Com a perspectiva que nos dá o tempo e a experiência, queríamos recuperar de alguns de nossos espetáculos anteriores, aquelas cenas e ideias que funcionaram melhor com o nosso público. Não para fazer uma simples repetição, mas com a vontade para jogar, para procurar novas possibilidades, para aprofundar e seguir experimentando, uma vez que, em colocá-los em outro contexto, nos abrem novos territórios a explorar. Enfim, uma viagem por nossos precedentes trabalhos, para recuperar sensações, ideias, situações e personagens e recompor um novo puzzle com todos aqueles momentos que tanto gostamos de compartilhar e que tanto nos agradeceu o público por todo o mundo.

Galardão à Melhor Animação em o "11th. World Festival of Puppet Art 2007" de Praga, República Checa.

Sinopse

Sete histórias engraçadas, poéticas, surpreendentes, representadas por seis marionetes a fio diferentes; uma de cada vez, mas com um espírito comum: a verossimilhança de vida própria dos bonecos. O ator e animador de marionetes atua, brinca com eles no palco. Às vezes, ele intervém diretamente, seja por vontade própria ou forçado pela situação, em outros, "desaparece" em centrar toda a atenção sobre a marionete.

INTRODUÇÃO COM MARIONETE Simboliza a descoberta da marionete e o início da viagem. De dentro de uma mala, o ator saca uma cadeirinha, depois um artefato de madeira que observa sem saber para que seja. Enquanto isso, da mala surge um fantoche que se move "autonomamente". Em sua intervenção, todas as ações são orientadas para mostrar um princípio básico do teatro de marionetes: o equilíbrio instável.

JOHNNY DANCE, BAILARINO DE CLAQUÉ Um exercício clássico de baile onde o ritmo é o protagonista absoluto.

O AVÔ MANUEL TAMBÉM QUER DANÇAR Reafirmando a ilusão de verdadeira autonomia das marionetes, o avô interrompe o desenvolvimento normal do espetáculo, forçando o ator para permitir sua entrada em cena. Um diálogo impressionante baseado na interação de ambos.

FELIX, O PALHAÇO BOMBEIRO O momento mais circense, em que o ator se torna o diretor de pista e involuntário duo cômico da marionete.

O SONHO DE PIERROT Uma pantomima em clave de balé clássico onde Pierrot tenta para atingir as estrelas por todos os meios físicos dentro de seu alcance, até que ele adormece exausto e no sonho consegue o seu propósito.

PEPITA RETUERTO "LA BAILAORA" A dançarina flamenca bailando um desenfreado "sapateado" com castanholas.

O AVÔ PATINADOR Apoteoses da relação entre a marionete e o ator. A verossimilitude do discurso proposto no espetáculo chega aqui às suas máximas cotas. O avô entranhável deverá aprender a patinar por vontade do ator, tornando-se a verdadeiro reflete de uma criança.

FICHA ARTÍSTICA

Autor, diretor, ator e animação marionetes: Carles Cañellas
Atriz e contrarregra: Susanna Rodríguez
Concepção e construção marionetes e adereços: Carles Cañellas, Rocamora Teatre e Col·lectiu d'Animació
Confecção costumes marionetes: Rocamora Teatre

FICHA TÉCNICA

Espetáculo festivo de formato médio para um ator e seis marionetes a fio. Em Português. Para todos os públicos, com versões para público infantil ou familiar e também para jovens e adultos. Interior ou exterior. Fixo em palco, ou itinerante com um triciclo a pedal.

DURAÇÃO: representação: 1 hora / montagem (com iluminação): 2 horas / (externo ou sem iluminação): 1 hora / desmontagem: 1 hora
PUBLICO: a partir de 2 anos / aforo máximo recomendado 300 pessoas ao exterior e 600 em teatro ou interior
ESPAÇO CÉNICO: pode ser representado tanto em teatro como ao exterior e com o sem intervalo
medidas ótimas: largo: 6m / fundo: 6m
teatro: altura: 3m / proscênio: sem luzes da ribalta né grandes molduras dianteiras no chão
exterior: espaço protegido do vento / em exterior não será imprescindível palco quando o público esteja disposto em anfiteatro ou degraus, mas em caso de plateia com mais de 150 espectadores, será preciso um estrado de alto 80 cm.
SOM: utilizamos o sistema do teatro com conexão em cena
ILUMINAÇÃO: (interior ou exterior escuro) 6kw luz frontal + 1 contra semi zenital em fundo cena
ELETRICIDADE: conexão junto a palco / potência 2,5Kw/h + iluminação



SOLISTA ITINERANTE

Nós nos movemos por 1 hora com um triciclo à pedal para um itinerário acordado antes (sem obstáculos, né descidas ou subidas íngremes), com paradas de 5 a 10 minutos em que são representados alguns dos números, escolhidos dependendo da rota e os espaços das estadas.

INTRODUÇÃO COM MARIONETE

JOHNNY DANCE, BAILARINO DE CLAQUÉ

O AVÔ MANUEL TAMBÉM QUER DANÇAR

FELIX, O PALHAÇO BOMBEIRO

O SONHO DE PIERROT

PEPITA RETUERTO 'LA BAILAORA'

O AVÔ PATINADOR

SOLISTA ITINERANTE

SOLISTA ITINERANTE

Informações adicionais e download

CRÍTICA, VÍDEOS, FESTIVAIS DOWNLOAD FOTOS DOWNLOAD DOSSIÊS, RIDER

Rocamora Teatre na Internet

rocamora teatre on Facebook rocamora teatre on Twitter rocamora teatre on g+ rocamora teatre on YouTube rocamora teatre on Linkedin rocamora teatre on Pinterest

Compartilhar esta página